Hoje em dia, ouvimos muito falar na palavra Empreendedorismo, palavra até difícil de pronunciar, bem como de Empreendedores, sejam eles jovens, seniores ou de meia-idade!

O Empreendedorismo, passou a ter uma conotação quase de uma “religião” muito apregoada em Escolas, Universidades, Centros de Formação Profissional, e nomeadamente na esfera política, pois parece que, é um tema que os nossos políticos muito gostam de usar, nos seus discursos floreados, que pelo menos sobre este tema, apresentam muita substância mas muito pouco conteúdo, enfim, adiante!

Recentemente, surgiu uma estatística interessante sobre a criação de novas empresas no ano 2013, em que se chegou à conclusão, que nesse ano foram criadas 2,4 empresas por cada empresa que fechou, mas ao que parece, o desemprego ainda não teve uma diminuição significativa, ou pelo menos, que se tenha repercutido de forma visível na nossa sociedade e no consumo.

O que aparentemente parece um contra senso, é de facto muito fácil de explicar!

Podemos concluir, que esta nova era de criação de empresas, ou de Empreendedorismo como lhe queiram chamar, embora o significado desta palavra seja muito lato, e por vezes até contraditório, do que aquele a que normalmente surge associado, é caracterizada por uma mudança de paradigma empresarial, e também no mercado de trabalho, pois presentemente, criam-se muitas empresas sim, mas micro-empresas, em que na sua maioria, apenas garantem o posto de trabalho do próprio promotor.

Podemos então dizer que, cada vez mais quem se encontra desempregado, e por muito avesso que seja ao risco, mede o seu custo de oportunidade entre continuar desempregado, ou com emprego precário, e efectivamente criar o seu próprio posto de trabalho.

É fácil criar e desenvolver uma empresa? Não, é de facto bastante difícil e trabalhoso, mas numa altura onde os “empregos para a vida” já lá vão, é sem dúvida uma solução a ter em conta!

Acredito também, que nunca existiram tantos apoios para a criação e desenvolvimento de empresas, como existem, ou existiram num passado muito recente, e que voltarão certamente a existir como o surgimento do novo Quadro Comunitário (2014-2020).

Pense nisto, quem sabe não será você, o próximo micro-empresário a criar o seu próprio posto de trabalho!

O Empreendedorismo está na moda?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *