São Tomé e Príncipe, um pequeno arquipélago africano, é um mercado conhecido pelo Cacau, produto-base das exportaçõesdo país, mas apresenta oportunidades em diversos outros setores.

Localizado no Golfo da Guiné, o país descobriu recentemente reservas de petróleo, possui elevado potencial turístico e recebe cada vez mais investimentos no setor bancário e na área das Telecomunicações.

Enquadramento do PIB

Seguindo uma tendência que ocorre em quase todo o continente africano, o PIB de São Tomé e Príncipe apresentou um grande crescimento nos últimos anos. A economia do país cresceu, em média, 5,1% por ano durante a última década.

Em 2014, o PIB aumentou 4,23% em relação ao ano anterior, atingindo quase US$ 335 milhões.

Segundo estimativas do FMI, esse indicador deve manter o ritmo e crescer 5% em 2015, 5,2% em 2016 e 6% em 2017.

Taxas de Juro

Um dos principais instrumentos de controle da inflação, a taxa de juro em São Tomé e Príncipe apresenta altos valores, apesar de estar em constante descida.

Em fevereiro de 2016, o Banco Central do país reduziu esse indicador de 12% para 10%.

Em 2007, quando a inflação anual foi acima de 27%, a taxa de juros era de 28%, mas foi constantemente reduzida desde essa época, seguindo a queda da inflação.

10

IDE Atraído

Seguindo e estimulando o acelerado crescimento económico, a entrada de Investimento Direto Externo (IDE) teve uma constante subida nos últimos anos.

O fluxo de IDE evoluiu de US$ 11milhões em 2000 para US$ 344 milhões em 2013. Grande parte desses investimentos é direcionada a setores como Turismo e Construção Civil.

Exportações

As exportações de São Tomé e Príncipe apresentam uma grande instabilidade, causada principalmente pela forte dependência nas vendas de cacau a outros países. Mesmo assim, houve um considerável aumento das exportações entre 2001 e 2014, quando esse indicador subiu de US$ 2,62 milhões para US$ 10,5 milhões.

Fonte: Banco Mundial e FMI | Revista Mercados & Estratégias